Sem atentar para os riscos, FMI discute chantagear Alemanha e Grécia — CartaCapital